SIC deteve mulher que alugava arma de fogo a assaltantes por 20 mil kz

O Serviço de Investigação Criminal (SIC) anunciou esta terça-feira, 21, a detenção, em flagrante, de uma mulher, de 30 anos, empregada doméstica, quando alugava uma arma de fogo, Makarov, a grupos de marginais a troco de 20 mil Kwanzas, no distrito do Zango II, município de Viana, em Luanda.

GF

NJ

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on print

Entre os detidos está um homem de 34 anos, “cabecilha” de um dos grupos de marginais, composto por cinco elementos, quatro em fuga, detido em flagrante no interior da habitação da proprietária da arma quando a foi alugar para fins ilícitos na via pública e em residências.

 

“Esta detenção só foi possível com um trabalho minucioso de inteligência criminal desenvolvido pelos nossos operacionais do Departamento de Combate aos Crimes de Roubos e Furtos de Veículos, Embarcações e Aeronaves (DCCRFVEA), visando a esclarecer alguns assaltos ocorridos na via pública e em residências”, disse ao Novo Jornal o superintendente-chefe Fernando de Carvalho.

 

“Após a sua detenção, a mulher alegou que alugava a arma a troco de 20 mil Kwanzas porque padecia de enormes dificuldades financeiras”, descreveu, sublinhando que os marginais, depois de efectuarem as acções criminosas, caso não conseguissem os 20 mil Kwanzas, “entregavam bens roubados à proprietária da arma, como telemóveis, tv plasma, computadores e outros, por cada acção delituosa praticada”.

O responsável salientou que o SIC-Luanda promoveu diligências para localizar e deter os outros elementos desta associação criminosa.

O Novo Jornal sabe que os detidos já foram ouvidos pelo magistrado do Ministério Público (MP) junto do SIC-Luanda, que aplicou aos visados a medida de coação mais gravosa, prisão preventiva.

PUB