Polícia acusado de matar cidadão na província de Malanje de forma acidental

Um polícia está a ser acusado da morte de um cidadão, supostamente de forma acidental, na tentativa de apaziguar uma rixa entre dois irmãos, na província angolana de Malanje, noticiou hoje a rádio pública de Angola.

com Lusa

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on print

O incidente terá começado com a rixa entre os dois irmãos, no bairro do Ritondo, cidade de Malanje, o que levou a mãe a recorrer a uma esquadra policial para intervir no assunto.

Segundo Belmiro Mendes, uma testemunha, um dos irmãos, de 23 anos, foi baleado pelas costas, pelo agente da polícia, quando tentou fugir.

“O agente algemou o irmão mais velho e começaram a andar”, contou Belmiro Mendes, salientando que o polícia terá advertido a vítima que se fizesse qualquer coisa não se responsabilizaria pelo seu ato.

“O irmão continuou a acompanhar, chegou numa certa zona tentou fugir, o polícia fez o primeiro tiro, não parou, e fez o segundo tiro pelas costas e ele caiu”, descreveu Belmiro Mendes.

Por sua vez, o porta-voz do Hospital Geral de Malanje, Manuel Arsénio, para onde foi socorrido o jovem, o paciente faleceu a caminho do bloco operatório, estando já o corpo depositado na morgue daquela unidade hospitalar.

“Foi uma ruptura do pulmão direito, foi uma hemorragia massiva, infelizmente o mesmo não resistiu e faleceu, tentámos fazer de tudo, mas não conseguimos”, disse.

A rádio contactou a polícia, que remeteu para mais tarde declarações sobre o assunto, mas adiantou que o agente envolvido no caso já se encontra detido.

PUB