Noble Group abre 15° supermercado em Luanda

O Grupo Noble tem perto de cinco mil trabalhadores e tem previsto no seu programa a inauguração, ainda este ano, de lojas em Luanda e Huambo, além da remodelação cinco lojas, duas das quais em Cabinda e Lubango (Huíla) “adaptando e ajustando-as com as exigências actuais”.

DR

JA

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on print

O Noble Group inaugura nesta quinta-feira, 23 de Dezembro, em Luanda, o seu 15º Supermercado AngoMart.

O grupo que é também detentor das lojas Nossa Casa,está no mercado angolano há cerca de 19 anos e desenvolve actividades nas áreas do comércio, agricultura, indústria e transportes.

 

O grupo está entre os maiores importadores do país, criou, em 2014, a marca AngoMart, através da qual vem se destacando no mercado.

 

Já são 70, distribuídas em 14 províncias, o número de lojas de proximidade, de pequenas dimensões, que o grupo detém. Só a província de Luanda, conta com 43.

 

Em recente entrevista ao Jornal de Angola, o francês Hugo Moutinho, que lidera o grupo, revelou que é de direito angolano, mas o investimento é estrangeiro.

 

O responsável esclareceu na referida entrevista que é política da sua empresa não revelar valores de investimentos.

 

Nenhum consumidor pede-nos o valor dos investimentos, só os jornalistas, disse e acrescentou que não se trata de fugir ao tema.

 

“Mas posso dizer-lhe que investimos muito para formar os funcionários e todas as equipas, só apoiadas com dois expatriados, além da construção de infra-estruturas em si.”

 

O Grupo Noble tem perto de cinco mil trabalhadores e tem previsto no seu programa a inauguração, ainda este ano, de lojas em Luanda e Huambo, além da remodelação cinco lojas, duas das quais em Cabinda e Lubango (Huíla) “adaptando e ajustando-as com as exigências actuais”.

 

A provável ligação do grupo a interesses da primeira-dama, Ana Dias Lourenço, é uma questão que o CEO do grupo sempre se furtou a responder aos jornalistas.