Morreu Larama, o vencedor do primeiro Big Brother Angola

Morreu esta manhã, segunda-feira, 16, em Luanda, no condomínio Vida Pacífica, Luís Andrade Lara "Larama", o vencedor do primeiro Big Brother Angola, realizado em 2014. A notícia da morte de "Larama" foi tornada pública pela Rádio Luanda.

Jonas Pensador

Novo Jornal

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on print

Segundo um vizinho de “Larama”, este foi encontrado morto na sua residência.

As causas da morte estão por esclarecer. Até cerca das 12:00 de hoje, o corpo de Luís Andrade Lara “Larama” ainda não tinha sido removido.
“Doutor” Larama, como era conhecido pelos fãs, derrotou a concorrência de Essm, Nany e Yash que foram os outros três nalistas do concurso
angolano.
O concorrente foi ainda participante de um programa semelhante em Portugal, “A quinta”, transmitido pela portuguesa TVI.

Luís Larama, ou simplesmente Mr Adeus como era conhecido, vencedor do Reality Show BB África morreu esta, segunda-feira, 16, vitima  de doença, em Luanda.

Após vencer o concurso em 2014, Larama tornou-se uma das figuras públicas muito polémico, principalmente devido à forma humorística com que lidava com o seu público fã.

Informações mais tarde, davam conta ainda que o mesmo terá o tornado alcoólatra e ou toxicodependente, tendo este facto o custo do desaparecimento dos holofotes.

Larama esteve preso duas vezes

Quando deixou Portugal, Larama regressou a Angola, mas as polémicas continuaram. Em 2018, foi preso, devido a uma multa por “crimes de danos com culpa grave” que não pagou, avançou a imprensa angolana na época.

“Por volta das 18 horas e 30 minutos do dia 14 fevereiro do corrente do ano, foi internado no estabelecimento penitenciário masculino de Viana. Na condição de condenado, o cidadão Luis Larama da Gama Andrade, após apresentação de Mandado de condução a cadeia, emitido pelo tribunal Municipal de Viana”, confirmou em comunicado a Imprensa dos Serviços Penitenciário.

Quando esteve n’”A Quinta”, Larama também terá confessado problemas com a Justiça no passado. Contou aos colegas que tinha estado preso, mas nunca revelou o motivo. Sites angolanos avançaram que tinha sido por consumo excessivo de álcool.

PUB