MIC em Cabinda solidariza-se aos Manifestantes detidos em Luanda

O Movimento Independentista de Cabinda MIC condenou a brutalidade Policial usados contra manifestantes de Luanda e Uige e manifesta solidariedade aos mais de 103 detidos, cujo o julgamento decorre com previsão de terminar na próxima semana.

Jonas P

Repórter Angola

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on print

Numa nota enviada ao Repórter Angola “O MIC -Movimento Independentista de Cabinda manifestou a sua solidariedade aos ativistas Angolanos que foram detidos e torturados barbaramente pela Polícia Angolana durante uma manifestação ocorrido em Luanda e Uíge dia 24” escreve ainda que “Lutar por um direito consagrado na Constituição da República de Angola não é crime “

para os independentistas “crime é violar as liberdades fundamentais dos povos e recorrer ao uso da força como método para resolver os problemas do Povo”.

a nota que temos vindo a citar acrescenta ainda que “Quando o povo que te elegeu decide ir à rua para reivindicar a melhoria das
condições sociais, o Governo deve atender e resolvê-las ao invés de usar Bárbara e impiedosamente a violência”.
para terminar O Movimento de cabinda diz que “Nenhuma ditadura resiste quando o Povo se levanta, pós a vossa luta é justa e esperamos que continuem assim defendendo os vossos direitos a melhoria de condições sociais, como nós estamos empenhados na defesa do nosso direito que é a Independência de Cabinda para o bem da África” conclui a nota com assinatura do Eng. Sebastião Macaia

PUB