MAKAS na ORDEM DOS MÉDICO: Trocas de acusações entre alas pressiona afastamento da Bastonária Elisa Gaspar

O afastamento da Bastonária Elisa Gaspar a frente dos destinos da Ordem dos Médicos esta sendo marcado com trocas de acusações sobre alegado desvio de dinheiro, falta de legitimidade para o acto da destituição, bem como secusas de apoios e patrocinios por parte do Ministério da Saúde em finaciaram Workshops e congressos a favor da classe médica, segundo documentos consultados pelo Repórter Angola.

Daniel Frederico

Repórter Angola

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on print

Troca de Acusações pressiona Elisa Gaspar a largar a Ordem.
o afastamento da Bastonária Elisa Gaspar a frente dos destinos da Ordem dos Médicos esta sendo marcado com trocas de acusações sobre alegado desvio de dinheiro, falta de legitimidade para o acto da destituição, bem como a recusa de apoios e patrocinios por parte do Ministério da Saúde em finaciaram Workshops e congressos à favor da classe médica, segundo documentos consultados pelo Repórter Angola.

A Região Sul e o Gabinete Juridico demarcaram-se da Assembleia extraordinaria que deliberou a destituição da Médica Elisa Gaspar ao cargo de Bastonária da Ordem dos Medicos.
segundo o Jurista Albano Pedro, a posição do gabinete juridico fere sensibilidade e falta respeito à classe médica angolana.
entretanto, o conselho regional norte, acusado de ter solicitado patrocinios a revelia ao Ministerio da Saúde sem o consentimento da Bastonária, já reagiu em nota de esclarecimento e acusa a bastonária de não ter dado interesse ao 1° Congresso da classe.

Dr. Jeremias esclarece em exclusivo a este portal , sobre os factos….

Elisa Gaspar também, já reagiu e promete explicar em exclusivo ao Repórter Angola sobre o sucedido…

este portal promete trazer todos debates em torno do assunto , a tona.

EM ACTUALIZAÇÃO…

PUB