Makas na IURD: Comissão de Reforma Revela retaliação de Pastores pela ala Brasileira

desentendimento entre o Pastor Nelson Joaquim e a ala brasileira tornaram – se crescente desde que o referido pastor decidiu se manter neutro face ao conflito existente na instituição e face às proibições determinadas pela ala brasileira, que dava conta que nenhum pastor estava autorizado a gravar lives no Facebook.

Jonas Pensador

Repórter Angola

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on print

O Repórter Angola sabe de fontes segurasde que  já a alguns dias, tem havido um desentendimento entre o Pastor Nelson Joaquim e a ala brasileira.

Estes desentendimentos tornaram – se crescente desde que o referido pastor decidiu se manter neutro face ao conflito existente na instituição e face às proibições determinadas pela ala brasileira, que dava conta que nenhum pastor estava autorizado a gravar lives no Facebook.

“O Pastor Nelson achou a proibição um absurdo, pois sendo pastor tinha que manter o contacto com as ovelhas por meio da palavra pregada por esta via.
Este acto do Pastor, foi visto como rebeldia, pois na caixa da ala brasileira o que vale é SIM SENHOR em tudo…” revela uma nota da Comissão de Reforma da IURD que o Repórter Angola teve hoje acesso.

A nota prossegue que ” numa reunião em vídeo conferência de pastores, ministrada pelo biapo Honorilton Gonçalves, houve insultos e ataques à aqueles que não entraram no jogo de ataques promovido por ele, movido pela raiva de ter perdido a liderança da igreja, o referido Bispo, desrespeitou os Pastores, chamando – os de traidores e gananciosos” denúncia.

A fonte do Repórter Angola adiantou ainda que ” o Pastor Nelson, ficou claro que se dirigia a ele, pois este, não tem sido instrumentalizado como os demais. E por causa do seu posicionamento, já vinha sofrendo várias retaliações por parte da ala brasileira”.
para terminar  a fonte diz que “Pastor  Nelson  é um homem influente no seio da igreja, e sua postura de certeza criará inúmeros questionamentos, e alimenta ainda mais a real importância da REFORMA no seio da igreja Universal do Reino de Deus de Angola, pois este sido um dos pontos do manifesto pastoral tornado público desde 28 de Novembro de 2019”.

Confrontado e ameaçado, o Pastor Nelson preferiu se desligar da ala brasileira por achar que os tais, perderam a visão da obra de Deus, e não se arrepende de o ter feito.

PUB