Lançou granada e fugiu: SIC sem rastos do Homem que lançou granada no Hospital dos Cajueiros em Luanda

Está detido no SIC Cazenga, o comparsa do homem que lançou granada no Hospital dos Cajueiros do Cazenga e que provocou 7 feridos graves a pacientes, o indivíduo tinha planos de ameaçar a mulher e está em fuga sem paradeiro, segundo uma fonte do SIC que confidenciou ao Repórter Angola.

DR

Repórter Angola

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on print

Um homem terá lançado uma granada para dentro de hospital em Luanda para matar a mulher, o Serviço de Investigação Criminal deteve o comparsa que confessou o crime mas o acusado está em fuga e é Procurado pelas forças de Ordem.

Segundo o diretor-geral do Hospital dos Cajueiros, Daniel Café, o acusado é marido de uma funcionária da unidade sanitária e supostamente pretendia matar a mulher.

“Trata-se de um senhor cuja esposa é funcionária aqui do Hospital dos Cajueiros, ele veio com o objetivo de matar a esposa, mas como foi impedido logo à entrada do hospital pela segurança, fez o lançamento do engenho de fora para dentro”, explicou Daniel Café, em declarações à rádio pública angolana.

O diretor-geral da unidade avançou ainda que em resultado da ação, ocorrida no domingo, duas pessoas sofreram ferimentos ligeiros e cinco outros ficaram gravemente feridos.

“Foram logo assistidas no nosso banco de cirurgia e tiveram logo alta, não causou assim tantos danos aqui no hospital”, frisou.

Segundo testemunhas ouvidas pela emissora pública angolana, o engenho terá atingido a área de triagem do hospital, tendo danificado vidros e paredes do local, onde se encontravam na altura poucas pessoas.

Contactada uma fonte do SIC, serviço de investigação Criminal, este confessou ter detido apenas o comparsa do criminoso.

” Quem foi detido foi o comparsa dele,o SIC está tudo a fazer para deter o acusado afim de identificar se é militar ou civil em posse desses engenhos explosivos” declarou a fonte em declarações ao Repórter Angola

PUB