Jornalista da Voz de America detido em pleno exercício das suas funções no Uige

O Correspondente da Voz de America na província angolana do Uíge, Francisco Moniz , foi este sábado detido durante a cobertura de uma manifestação dos estudantes que protestavam contra subida de propinas no ensino público e privado.

Jeremias Kaboco

Repórter Angola & Wizi

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on print

O Profissional  ao serviço da Voz de America, Francisco Moniz  foi detido na tarde deste sábado, quando  tentava fazer a cobertura da manifestação convocada pela MEA (movimento de estudantes angolanos) na cidade do Uíge nos arredores de Bangola.

Moniz que falou nas primeiras horas ao portal local Wizi Kongo, antes da sua detenção disse que estava a ser impedido de fazer cobertura pelo comandante municipal do Uíge identificado pelo  nome de ” Surra “que o havia prendido o seu passe de serviço e o comandante municipal fez ameaças ao jornalista em não fazer a cobertura jornalística e se o fizesse o mesmo não poderia se responsabilizar pelas consequências.

“Minutos depois foi detido pelos agentes da SIC segundo informou o Moniz” informou aí Repórter Angola, o jornalista Jeremias Kaboco.

Para além do Jornalista Correspondente, foram ainda  detidos mais quatro jovens promotores da mesma manifestação, com destaque para o presidente do movimento dos estudantes angolanos no Uíge MEA, Guimarães Kanga mais conhecido por “Libertador” .

PUB