Funcionário do BPC arrendou Balcão a um Libanês e recebia dinheiro há 4 anos

Um Balcão do Banco Estatal BPC, no IMPROE localizado no São Paulo, foi arrendado pelo Funcionário Nsoki do departamento de segurança e contratação, a um empresario Libanês, sem o conhecimento do Banco.

Reporter Angola

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on print

Makas no Banco de Poupança e Credito, onde um funcionário Senior está a ser acusado de ter arrendado uma instalação da Instituição, a um Libanês que fez do antigo Improe um Armazem comercial e pagava a renda ao Senhor Nsoki.

acontece que um Balcão do Banco Estatal BPC, no IMPROE localizado no São Paulo, foi arrendado pelo Funcionário Nsoki do departamento de segurança e contratação, a um empresario Libanês, sem o conhecimento do Banco.

O funcionário pertencente aos quadros seniores do BPC, segundo apurou o RA, trabalha no departamento de segurança e contratos, na qual foi delegado para fazer auditoria naquele Balcão do Banco, onde  chegou de declarar falência, tendo sido encerrado semanas depois em 2014.

segundo a fonte do RA, o Sr. Nsoki contratou um Libanês que precisava do espaço para transformar em Armazém, e arrendou o espaço e comia o dinheiro sozinho, sem o conhecimento da direção central.

o valor do arrendamento arrondava os 250 mil mensalmente e a pratica, ocorria há mais de 3 anos.

o RA, contacto tentou ouvir o Empresário  Libanês, que garantiu estar a procura de um outro espaço para colocar as mercadorias existentes na referida loja, e garante ter feito uma carta a solicitar ao Banco, e entregue ao Sr. Nsoki que nunca fez chegar a quem de direito.

PUB