Ex-administradora do Golungo-Alto e três filhos detidos por peculato.

A ex-administradora municipal do Golungo-Alto, Teresa Francisco da Costa e os filhos Agnelo Francisco da Costa, ex-director do GEPE, e Graciete Francisco da Costa, assim como o sobrinho Nelson Francisco da Costa, foram detidos há duas semanas, por prática de vários crimes na administração daquele município.

DR

NMC

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on print

De acordo com um comunicado de imprensa da Procuradoria-Geral da República, faz saber que está, também, inserido no mesmo processo o actual administrador municipal-adjunto do Bolongongo, Norberto Capemba da Silva, que antes trabalhava na administração municipal do Golungo-Alto.

“Teresa Francisco da Costa e os filhos Agnelo Francisco da Costa, ex-director do GEPE, e Graciete Francisco da Costa, assim como o sobrinho Nelson Francisco da Costa, foram detidos a 10 de Dezembro de 2020”.

Segundo a nota, existem fortes indícios de os arguidos terem incorrido na prática de crimes de peculato, falsificação de documentos, violação das normas de execução do plano de orçamento, participação económica em negócio, associação criminosa e tráfico de influência.
Durante a sua gestão, Teresa da Costa, auxiliada pelos filhos e o cidadão Norberto Capemba da Silva terá feito pagamentos de despesas que nunca foram executadas.
A ex-administradora do Golungo-Alto e colaboradores obrigavam, também, os empresários a entregar dinheiro em mãos, efectuar transferência bancárias e até mesmo receber o cartão multicaixa de empresas para fazer despesas a seu benefício, tendo  delapidado o Estado angolano em vários milhões de kwanzas e comprometem a construção de infra-estruturas sociais, como escola e centros de saúde.

PUB