Enfermeiros de Luanda anunciam regresso à greve na segunda-feira

O Sindicato dos Técnicos de Enfermagem de Luanda anunciou hoje a retoma da greve suspensa há 30 dias, a partir da próxima segunda-feira 20 de Dezembro por falta de cumprimento das reivindicações pela entidade patronal.

DR

Agências

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on print

O Sindicato dos Técnicos de Enfermagem de Luanda anunciou hoje a retoma da greve suspensa há 30 dias, a partir da próxima segunda-feira, por falta de cumprimento das reivindicações pela entidade patronal.

Segundo o secretário-geral do Sindicato dos Técnicos de Enfermagem de Luanda, António Afonso Kileba, os associados decidiram em assembleia regressar à greve porque terminaram as moratórias dadas ao Governo para resolver os problemas.

 

Kileba, em declarações à rádio pública angolana, salientou que os problemas não são resolvidos e os profissionais “acharam por bem fazer recurso à greve”, tendo decretado o seu início a partir das 07:00 de segunda-feira, a nível da província de Luanda, nos hospitais, centros e postos de saúde.

 

O sindicalista garantiu que os serviços mínimos por imperativo legal estão garantidos, nomeadamente o atendimento nos bancos de urgência, salas de parto, cuidados intensivos, mas com equipas reduzidas a 50%.

O caderno reivindicativo tem como pontos a abertura do concurso público interno ou a adequação das categorias dos profissionais de enfermagem, a criação de melhores condições de trabalho em todas as unidades de saúde, reposição dos índices salariais, retirada na compensação financeira, alimentação e subsídio de transporte.