Em Luanda: moradores da Vida Pacífica denunciam que urbanização está a ser vandalizada pelos próprios seguranças

As constantes entradas e saídas de viaturas no calar da noite nos imóveis inacabados, edifícios, estaleiros e terrenos, na urbanização Vida Pacífica (Zango 0), têm estado a ser alvo de fiscalização por parte de moradores das redondezas dos referidos edifícios e estaleiros, que apontam os seguranças colocados pela Procuradoria-Geral da República para controlar os imóveis, de supostamente, estarem a vandalizar os apartamentos, retirando portas, sanitas, janelas entre outro bens.

com Correio da Kianda

CK

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on print

Até ao momento, em grande parte desabitada, relatos de denúncias de moradores adjacentes ao projecto habitacional, apontam que, para além dos bens acima referidos que supostamente estejam a ser vandalizados, juntam-se ao mesmo, os sistemas de electricidade que supostamente a preço barato, têm sido levados aos mercados informais.

O vandalismo em casas e apartamentos desabitados construídos pelo Estado tem sido frequente em Luanda e um pouco por todo país, onde os meliantes têm se aproveitado da falta de segurança, para protagonizar assaltos, retirando portas, janelas, sanitas, dentre outras peças possíveis de serem vendidas no mercado informal.

Implantado na zona sul do município de Viana, o projecto habitacional Vida Pacífica é composto por 6 blocos, incluindo vias de circulação e acesso, com capacidade de albergar uma população estimada em 16,700 habitantes.

No passado dia 23 de Julho, o Tribunal Provincial de Luanda condenou quinze supostos invasores de apartamentos nas centralidades do Zango 0 e Zango 5 a seis meses de prisão efectiva.

PUB