Eleições: ERCA recomenda equilíbrio na cobertura jornalística das actividades político-partidárias e respeito pelos princípios de imparcialidade, objectividade e isenção

A Entidade Reguladora da Comunicação Social Angolana (ERCA) recomendou esta quarta-feira equilíbrio na cobertura das actividades político-partidárias e respeito pelos princípios de imparcialidade, objectividade e isenção pelos jornalistas.

DR

RNA/NJ

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on print

Reunido em sessão ordinária, o conselho directivo da ERCA emitiu um conjunto de recomendações que abarcam, entre outros pontos, a necessidade de os órgãos de comunicação social promoverem o pluralismo de opinião sobre assuntos da actualidade política, social, económica e cultural.

A Entidade Reguladora da Comunicação Social Angolana recomendou também a abertura à participação de todos os actores políticos, visando o equilíbrio na cobertura das actividades político-partidárias.

“Dentro dos limites que a Lei impõe à liberdade de expressão e de informação, a acção diária dos gestores editoriais dos órgãos devem ser norteada pelo respeito aos princípios de imparcialidade, objectividade e isenção”, exorta a ERCA.

Por último, a ERCA indica que poucas vezes os meios de comunicação social têm sido suficientemente abrangentes na cobertura das actividades político-partidárias.