Dom Afonso Nunes defende seus interesses ao apoiar uma vez mais o errado diz Victor Hugo

O Bispo da Igreja Tocoista, Dom Afonso Nunes, após defender o alargamento de mandatos para o presidente da República João Lourenço, várias foram as reacções negativas ao pedido deste, tendo na mesma senda ficado profundamente magoado o Jornalista Victor Hugo Mendes.

A24

Repórter Angola& FB

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on print

O jornalista e escritor angolano, Victor Hugo Mendes confessa que estar triste, com as palavras deste senhor, ao mesmo tempo que se  sente decepcionado.

Para Victor Hugo, Dom Afonso Nunes é livre de dar a sua opinião, mas o problema é que pode estar mais defendendo seus interesses, apoiando o errado, até porque não é a primeira vez que faz isso.

“E estou já a ver muitos aproveitando-se disso para legitimar essa ideia que é profundamente injusta, oportunista, vergonhosa e muito maldosa. Estou onde tu estás. Quero ler o teu comentário”, escreveu.

Recorda-se que, Dom Afonso Nunes, é de opinião que, para o presidente da República, João Lourenço concretizar o seu programa de governação, há uma necessidade de alargamento ao seu mandato de dois, dez anos, para três mandatos, correspondentes a 15 anos.

Segundo fontes, dentre os contributos que os parlamentares angolanos receberam, foi destaque a proposta do líder da Igreja Tocoísta, Dom Afonso Nunes.

Por esta altura, o Parlamento ausculta membros da sociedade civil, Eclesiástica e representantes da lei sobre a revisão pontual da Constituição, sendo que, o líder da Igreja Tocoista, Dom Afonso Nunes, avança como proposta para a futura Constituição, o alargamento para o 3º mandato do Presidente da República.

Para Nunes, não fica bem países como o Angola, que estão a começar com as estruturas muito frágeis, em todas as vertentes, ter mandatos de Presidentes até dois somente.

“Pensamos que se fosse pelo menos até 3 mandatos, para que o primeiro ano em que for eleito fosse para estudar, o segundo para executar e o terceiro consolidar”, considerou.

Importa realçar também que, Dom Afonso Nunes é o autor da frase “José Eduardo dos Santos foi Deus que lhe enviou para salvar Angola e o povo angolano”.

PUB