Director da Konda Marta diz que ficou preso188 dias sem justificativo

Daniel Neto, director da empresa loteadora de terras Konda Marta saiu em liberdade esta sexta-feira após 188 dias de prisão injustificada e acusa Comandante da Primeira Militar Tenente General Rui Fernandes e Subcomissário Joaquim do Rosário do Talatona de terem pressionado a sua detenção para invadir as suas terras.

DR

Repórter Angola

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on print

O também Tenente Cooronel Daniel Neto denunciava estes factos durante uma conferência de imprensa este Domingo, nas imediações do 11 de Novembro junto das camponesas que viram as suas terras a serem invadidas pela Polícia Nacional e efetivos das Forças Armadas FAA a mando do Rui Fernandes e Joaquim de Rosário, na última sexta-feira.

Neste mesmo fim de semana, a Polícia terá usado cães para atacar a população residente nas tendas, segundo denúncias de vítimas que falaram a imprensa.

O Repórter Angola está a tentar contactar os acusados….

 

Em Actualização….

 

PUB