Detidos pelo SIC grupo de militares com mais de 110 bilhetes falsos

O Serviço de Investigação Criminal (SIC), em Benguela, desmantelou um grupo de malfeitores, entre civis e militares, do Distrito de Recrutamento e Mobilização (DRM) que burlavam cidadãos interessados em ingressar nas Forças Armadas Angolanas (FAA), por via do recrutamento com mais de 113 bilhetes de identidades

DR

Repórter Angola

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on print

Numa nota do SIC, que o Repórter Angola teve hoje acesso, o serviço de investigação Criminal de Benguela, informa que Um grupo, bem organizado, contactavam aqueles cidadãos cuja a idade não é (mais) permitida no recrutamento, cobravam cem mil kwanzas, alteravam a idade no bilhete, dando um falsificado, bem como demais documentos solicitados para a candidatura.

Diante de um trabalho aturado, o SIC deteve na tarde de sábado 16, na via pública, bairro do 70, concretamente defronte ao SIAC, em flagrante delito, o cidadão mais conhecido por “Boss Elias”, de 23 anos de idade, na posse de (113) Cento e treze, Bilhetes de Identidade, (84) oitenta e quatro, Comprovativos de Apresentação à Incorporação Militar, (177) cento e setenta e sete, Certificados de Habilitações Literárias, bem como outros meios utilizados na falsificação dos mesmos documentos, que seriam inseridos no sistema militar.

Na mesma operação, nos bairros Ekuikui e Vila das Acácias, do município sede, foi efectuar a  detenção de dois cidadãos nacionais de 29 e 37 anos de idade, por sinal Sargento e 2° Cabo das Forças Armadas Angolanas, afectos ao Distrito de Recrutamento Militar de Benguela, bem como a apreensão de Akz: 350.000.00 (trezentos e cinquenta mil Kwanzas), valores estes derivados das cobranças ilícitas.

PUB