Detido cidadão Português encontrado com 10 armas de guerra em casa

O serviço de Investigação Criminal deteve em Luanda, um homem de 50 anos, de nacionalidade portuguesa, no município de Viana, em posse ilegal de 10 armas de guerra, segundo fez saber o porta voz do SIC, Manuel Halaiwa, em comunicado que o Repórter Angola teve hoje acesso.

Daniel Pensador

Repórter Angola

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on print

O cidadão português encontrado com o “paiol” em sua casa, que ainda não foi relacionado com quaisquer organizações criminosas, reside em Angola há 16 anos, ficou em prisão preventiva, medida de coacção mais gravosa, aplicada pelo magistrado do Ministério Público (MP) junto do SIC-Viana.

A sua detenção ocorreu no interior da sua residência, no bairro Kikuxi, no âmbito da Operação 45 graus, por via de uma denúncia anónima.

O agora detido está indiciado por crimes de usurpação de residência, posse de arma de guerra, sem relação para já com associações ou grupos criminosos, e foi conduzido para cadeia da comarca de Viana em Luanda.

“Durante a detenção do cidadão português, foram encontradas em sua posse sete espingardas automáticas “Kalashinikov”, duas caçadeiras e uma arma de pressão de ar, tendo ainda sido encontradas, entre outras munições, 94 balas de AK-47″.

Manuel Halaiwa acrescentou que foram apreendidos ainda “uma farda da Polícia Nacional, seis peças de farda das Forças Armadas Angolanas, 12 pares de botas, um rádio de comunicação de marca motorola, 12 bastões de borracha e diversos uniformes com símbolo de uma empresa de Segurança.

O oficial do SIC-Geral salientou que o acusado usava arma de fogo para intimidar uma mulher proprietária da residência que o acusado usurpou.

“Diligências prosseguem para saber a proveniência das referidas armas e apurar se existem ramificações com o mundo do crime”, afirmou.

Com uma situação migratória irregular, o homem, solteiro, residia com uma angolana. Trabalhou como chefe de operações de uma empresa de segurança, mas encontra-se desempregado.

PUB