Covid-19: Ministério da Saúde sem vacina Sputnik V para administrar segunda dose

O Ministério da Saúde confirmou em comunicado que encontra-se, de momento, sem a componente dois da vacina Sputnik V. No mesmo documento, o MINSA informa que os utentes que devem tomar a segunda dose da referida vacina, precisam aguardar a convocatória pelos canais habituais.

DR

Repórter Angola

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on print

Sem informar a data para retorno da vacinação com a Sputnik V, o Ministério da Saúde informa ainda que a segunda dose das vacinas da Pfizer, Astrazeneca e Sinopharm continuam a ser administradas nos locais habituais.

De recordar que o Presidente da República, João Lourenço, e a Primeira Dama, Ana Dias Lourenço, foram vacinados ao princípio da tarde desta terça-feira, 20, com a Sputnik V, completando assim, a segunda dose que asseguram a imunização face à ameaça da pandemia da covid-19.

A Sputnik V foi desenvolvida pelo Instituto Gamaleya de Epidemiologia e Microbiologia de Moscou e financiada pelo Fundo de Investimento Directo Russo (RDIF).

Angola conta com 41.227 casos positivos, 973 mortes, 34.893 recuperados e 5.361 activos.

PUB