Comboio volta a pitar para Malanje depois de 10 dias parado

A suspensão da circulação durante 10 dias deveu-se a trabalhos de construção de duas pontes sob a plataforma da linha férrea para a drenagem das águas das chuvas, da Estrada Nacional 230, informa o comunicado.

DR

com Lusa

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on print

O Caminho-de-Ferro de Luanda (CFL) anunciou hoje a reposição da circulação ferroviária até à província de Malanje, depois de 10 dias de suspensão para trabalhos de intervenção na linha férrea.

De acordo com comunicado do CFL, a circulação entre Luanda, Cuanza Norte e Malanje foi reposta com a realização de dois comboios de carga para as duas últimas províncias.

A suspensão da circulação durante 10 dias deveu-se a trabalhos de construção de duas pontes sob a plataforma da linha férrea para a drenagem das águas das chuvas, da Estrada Nacional 230, informa o comunicado.

Para quarta-feira, está prevista a retoma dos comboios de transporte de combustíveis para a província angolana de Malanje.

“A construção das referidas passagens hidráulicas nos pontos quilométricos 36+600 e 37+100, respetivamente, teve início no passado dia 11 e foi feita por técnicos e especialistas do CFL, que pela sai experiência tornaram possível em tempo recorde realizar uma obra de engenharia daquela dimensão”, lê-se no documento.

Apesar de decorrerem ainda trabalhos de acabamentos, os comboios podem circular com a segurança necessária, garante o CFL, que destaca o envolvimento na obra de cerca de 20 funcionários adstritos à subdireção de via.

O CFL, inaugurado em 1909, tem uma extensão de 460 quilómetros e liga a capital angolana, Luanda, às províncias do Cuanza Norte e Malanje

PUB