Clientes acusam Extagiarious de “Burla”

Centenas de investidores que alegam terem confiados na empresa Xtagiarious Finance, tem se mostrado agastados com a empresa lideradola por Edson de Oliveira, e manifestam- se na porta da sede no Zango3.

DR

Expansão

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on print

O ambiente à porta dos escritórios da Xtagiarious Finance no Zango 3, esta terça-feira, era pesado e transmitia muita apreensão por parte de quase duas centenas de clientes que, ao longo do dia, se deslocaram ali, aguardando ansiosos por alguma informação sobre o futuro das suas poupanças.

Cláudio M. (nome fictício), de 72 anos, é uma das dezenas de pessoas que por volta das 14h00 já tinha sido recebido por funcionários da empresa, mas que teimava em deixar o local. Este ex-funcionário da Halliburton admitiu ter sido aliciado pelo dinheiro fácil e pelo retorno rápido e, por isso, aplicou todo o dinheiro que recebeu de indemnização quando deixou a empresa que actua no sector do petróleo. Sem mencionar o montante, admitiu ao Expansão que aguarda com esperança pelo reembolso dos valores investidos, nas próximas duas semanas, conforme está escrito num documento que naquele dia recebeu por parte da Xtagiarious. “Sei que muitos estão a rir-se de nós”, lamentou, adiantando recear ter perdido todo o seu dinheiro.

Vários clientes da Xtagiarious falaram com o Expansão, no final desta semana , mas praticamente todos optaram por não mencionar o nome. É o caso de Gustavo (nome fictício) que aplicou um milhão Kz em Março de 2021. O funcionário público, de 55 anos, recebeu os juros relativos a Abril e Maio mas, de lá para cá, só recebe “promessas sobre as duas prestações em falta”, na ordem dos 250 mil Kz cada uma. Seria, a ser verdade, um excelente investimento, bom demais até para acreditar. “Eu ligo e mandam aguardar”, disse, ao acrescentar que ” a última mensagem da empresa garantia que pagariam no dia 28 de Julho, mas até hoje (3 de Agosto) não aconteceu nada”, lamentou. O negócio parecia tão bom que, a dada altura, chegou até a pensar em reaplicar os lucros. Agora, admite, ter estado iludido.

Abel Paxe (nome fictício), de 34 anos, estudante e trabalhador é outra pessoa que confiou 500 mil kz que vinha a acumular há vários anos. Para não o gastar facilmente, decidiu aplicá-lo na Xtagiarious.

Para sua surpresa, como conta, depara-se com a discussão sobre a alegada burla da Xtagiarious Finance promovida por um dos clientes da empresa que se queixava de atrasos sucessivos no recebimento dos juros do seu investimento. “Estou assustado devido às notícias e ao posicionamento do BNA”, desabafou, aludindo à esperança de ainda ver os seus valores restituídos.

Durante o período em que a equipa do Expansão esteve à porta dos escritórios da Xtagiarious Finance era visível a desilusão e o medo dos clientes e investidores que ansiavam por uma resposta.

Desde a manhã que foram chegando dezenas de queixosos, uns com mensalidades em atraso e outros apenas para tentar perceber se era verdade o que andava de boca em boca sobre a alegada fraude aos clientes. A enchente foi de tal ordem que, de um momento para o outro, foram colocados dois seguranças à porta da empresa.

Por volta das 15h00 a situação voltou a levar as pessoas ao extremo, uma vez que para serem atendidas teriam de estar inscritas numa lista. Isto, apesar de algumas pessoas irem chegando e entrando com “cunha”, o que iam provocando uma pequena desordem no local.

PUB