Cidadão morto ao roubar galinhas num aviário

Logo no primeiro dia do ano, na madrugada de 1 de Janeiro de 2022, um grupo de indivíduos, munidos de armas de fogo do tipo AKM, saltou o muro de vedação do aviário “Likenzo”, na zona da Quissomeira, bairro Ludy 1, município do Dande, no Bengo, para roubar galinhas e ovos.

DR

JA

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on print

Atrapalhados e barulhentos, o grupo de meliantes despertou a atenção do segurança em serviço, de 64 anos, que abordou-os, e na tentativa de frustrar a acção, manipulou a arma que tinha em sua posse e disparou contra a coxa de um dos assaltantes, que conheceu a morte no local, quando tentava apanhar galinhas. E ao ver o “colega” estatelado no chão, os outros elementos do grupo meteram-se em fuga.

 

Segundo o porta-voz do Serviço de Investigação Criminal no Bengo, Peterson Cassule, através de uma brigada do SIC, destacada na localidade do Panguila, no mesmo dia procedeu-se à detenção do segurança do aviário, que deverá responder pelo crime de homicídio voluntário simples.

 

“Da intervenção do SIC, através dos seus peritos de criminalística, foram recolhidas evidências no local do crime, e apreendida a arma de fogo do tipo AKM. Portanto, o detido será presente ao Ministério Público, para os devidos procedimentos legais”, informou, ao Jornal de Angola, o agente de investigação criminal.

 

Peterson Cassule avançou que, um dia antes (31.12.2021), durante uma micro-operação realizada na cidade de Caxito e nos sectores 8,10 e 11 do Panguila, no âmbito da Operação 45 Graus “Nkembo”, três cidadãos nacionais, com idades compreendidas entre 20 e 37 anos, acusados da prática do crime de furto de uma arma de fogo do tipo AKM, e um carregador contendo quatro munições, também foram detidos pela Polícia Nacional (PN) em coordenação com o SIC local.

 

“O facto terá ocorrido por volta das 20 horas, do pretérito dia 30 de Dezembro de 2021, num estaleiro, no sector 8 do Panguila, propriedade de uma empresa de segurança privada. Os três cidadãos só foram detidos dia seguinte, em flagrante, e apreendida a arma de fogo, com o respectivo carregador e munições”, esclareceu.