Arcebispo de Malanje foi enterrado numa lavra e de forma humilhante

Dom Benedito Roberto foi esta quinta-feira, 12, a enterrar na localidade do Zela no bairro da Catepa, local que a administração municipal de Malange preparou para as pessoas que morrem de Covid-19. Diferente do caso Sérgio Luther Rescova que morreu de Covid e não foi enterrado do jeito que enterraram o bispo, porque tem que haver essa diferença?”.

DR

NMC

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on print

Mas para o espanto dos cristãos, numa altura em que três pessoas já morreram da doença em Malanje, no local onde Dom Benedito foi sepultado não existe nenhuma campa, senão a do pastor da igreja, o que trouxe uma certa insatisfação da família e da comunidade cristã.

Eduardo Mendes, sobrinho do arcebispo, que falava a emissora católica, disse sentir-se consternado por saber que não viram o corpo nem a caixa do falecido, porque sendo a família, esperavam que a direcção da saúde os convocasse e explicassem onde seria o funeral.

“Se dissessem que vão enterrar na estrada que vai para o Kissole não aceitaríamos, porque trata-se de um arcebispo, e a minha pergunta é, se ele é um arcebispo, porque os outros são enterrados na Kafuma e ele teve que ser sepultado aqui, no Zela?”, questionou.

Por outra, o familiar disse que o secretário de Estado para Saúde, Franco Mufinda, quando actualizou os casos de óbito no dia da morte do arcebispo, não fez referência a nenhum caso de morte em Malanje de Covid-19.

Ânsia Domingos, cristã, lamenta a forma como as autoridades da saúde malanjina enterram o arcebispo.

“Foi abandonado no Kissole, uma pessoa que serviu a Deus, guiou o povo, buscou os oprimidos, consolou os aflitos deu azas aos peregrinos, vestiu os nus, visitou os presos para ser enterrado desta forma? Tudo bem que dizem que morreu de Covid, mas o que é que confirma? Se nos últimos dias não se apontou nenhum caso de morte de Covid em Malanje?”. A fiel diz duvidar que se fosse a morte de um governante teria o mesmo tratamento.

Por exemplo, disse, “o Sérgio Luther Rescova morreu de Covid e não foi enterrado do jeito que enterraram o nosso bispo, porque tem que haver essa diferença?”.

Argel da Silva, crente da igreja Metodista também lamenta a forma como foi enterrado arcebispo de Malanje.

“É importante realçar que Dom Benedito não era só bispo dos fieis da igreja Católica, era bispo de todos nós, olhávamos todos o Dom Benedito como um pai, o nosso líder amigo de todo o povo malanjino. E aquilo nem é cemitério, é uma lavra, tiraram as mandiocas e sepultaram o Dom Benedito”, lamentou

PUB