Angola em estado de sítio por causa de manifestação

Luanda está em estado de sítio com interdições de vias principais que ligam ao centro da Capital angolana. Polícias barraram as vias e impedem os carros e peões a circular até chegar ao centro da cidade

Jonas Pensador

Repórter Angola

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on print

A Manifestação convocada para esta quarta feira 11 de Novembro em Luanda, está a ser marcado com uma repressão violênta por parte da Polícia Nacional, constatou no local o REPÓRTER ANGOLA.

Em entrevista exclusiva, Geraldo Mwene Dala, confirmou os confrontos e diz que a Polícia Nacional com intervenção da PIR, lançou muito gás lacrimogéneo.

“Estamos escondidos aqui num dos quintais nos arredores da FTU, a Polícia está a lançar muito gás lacrimogéneo, e n quer saber de crianças, de idosos e nem conseguimos sair daqui ” denunciou .

O REPÓRTER ANGOLA, sabe que as principais vias de Luanda dos musseques que ligam ao centro da Capital nos arredores dos Congoleses e Primeiro de Maio estão fechadas.

Desde o Desvio do Zango , Gamek , São Paulo, Cuca , Estrada de Catete , Rua dos Comandos, Avenida 21 de Janeiro e outros pontos da Cidade Capital estão sob forte aparato policial com interdições de quem quer que esteja .

 

PUB