Angola: Curto circuito deixa Cunene sem o maior Hospital

um incêndio no hospital geral do cunene levou serviços de bombeiros a evacuarem mais de 200 pacientes, 50 aguardam ainda por socorro em estado de risco. A ala de cirurgia e o posto de armazenamento de oxigénio do Hospital Geral de Ondjiva, província do Cunene, sul de Angola, estão totalmente inoperantes, depois de terem sido consumidos por um incêndio de grandes proporções, na noite desta segunda-feira, 05.

DR

Tv Zimbo

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on print

O incêndio deflagrou por volta das 22h, num equipamento instalado no telhado do bloco operatório, tendo gerado intensa coluna de fumo e fogo, resultando em explosões das botijas de oxigénio.

O fogo só foi extinto por volta das duas horas manhã desta terça-feira, por 30 efectivos do corpo de bombeiros, apoiados por três viaturas de extinção de incêndio e pela população local.

Devido aos danos materiais causados, ainda por quantificar, a direcção do Hospital Geral de Ondjiva teve que evacuar 200 pacientes para centros de saúde e unidades escolares.
Fundado em 1934, o Hospital Geral de Ondjiva é o maior na província do Cunene. Com capacidade de internamento de 250 camas, beneficiou, em 2014, de uma intervenção de melhorias e ampliação.

A unidade conta com sete naves ligado ao internamento, pediatria, maternidade, bloco operatório, banco de urgência, laboratório de microbiologia, sala de Tomografia Axial Computorizada (TAC), farmácia e salas de esperas.

PUB