Administração do Rivungo no Kuando Kubango preocupado com fake News sobre a morte de uma criança por fome

As publicações das referidas imagens visam passar de forma perversa e propositada a noção de que no Município do Rivungo se está a morrer de fome e que as autoridades nada têm feito para acudir a situação, o que não corresponde a verdade.

André Kivuandinga

Repórter Angola

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on print

A Administração Municipal do Rivungo, Província do Cuando Cubango, está a seguir com preocupação e repulsa, nas redes sociais, imagens postas a circular sobre a morte de um menino, supostamente, por fome.

As publicações das referidas imagens visam passar de forma perversa e propositada a noção de que no Município do Rivungo se está a morrer de fome e que as autoridades nada têm feito para acudir a situação, o que não corresponde a verdade.

São conhecidos os autores desta exposição grátis, inimigos do bem e da verdade, que um pouco por todo o país, perdidos em suas políticas, tentam iludir os mais distraídos, e para este caso particular, sem consultar os familiares, nem os serviços médicos locais sobre as reais causas da morte.

O menino que em vida chamou-se *Albino Tchimuku*, de 5 anos de idade, filho de *Maurício Numbi e de Namukulu Muvu*, faleceu de *choque anafilático*, no dia 14 de Novembro de 2020, às 17 horas, no posto de saúde local, 7 horas depois de na companhia de seu irmão mais velho, *Munvu Lioka*, de 7 anos de idade, terem consumido *“manjongolo”*, uma fruta local, degustada por todos na região.

A situação socioeconómica do Rivungo melhorou bastante, em relação ao período homólogo do ano anterior, pois o Município teve o privilégio de ocupar o segundo lugar na escala de produção de cereais, na província, resultado da implementação rigorosa do Programa de Desenvolvimento Local e Combate a pobreza, com destaque para a dinamização da agricultura familiar, da pecuária, do empreendedorismo rural e da entrega de produtos da cesta básica às comunidades vulneráveis.

Logo, a Administração Municipal do Rivungo condena, energicamente, esta ignóbil atitude e apela aos autores da divulgação de informações que visam deturpar a realidade social do Município no sentido de renunciarem de tais práticas e juntarem-se aos esforços das autoridades administrativas para a promoção do desenvolvimento e do bem-estar das comunidades locais.

PUB