Burla: Isaias Kalunga do CNJ começa por pedir mais de 410 milhões de Kwanzas

A Comissão Directiva do Conselho Nacional da Juventude(CNJ), pode ser desalojada da sua sede, devido a uma divida de 29 milhões de kuanzas. De acordo com o seu Presidente, Isaías Kalunga, a referida divida é anterior ao seu mandato iniciada há quatro três meses.

DR

Repórter Angola

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on print

CNJ de Isaias Kalunga diz que PRECISA DE 411 MILHÕES DE KUANZAS DO OGE.

A Comissão Directiva do Conselho Nacional da Juventude(CNJ), pode ser desalojada da sua sede, devido a uma divida de 29 milhões de kuanzas. De acordo com o seu Presidente, Isaías Kalunga, a referida divida é anterior ao seu mandato iniciada há quatro três meses.

“Assumimos da anterior gestão do CNJ, uma divida de 29 milhões de kuanzas de arrendamento. Herdamos ainda falta de infra-estruturas próprias para dinamizar as nossas actividades” revelou Isaías Kalunga que, nesta segunda-feira, 07, deslocou-se ao parlamento para pedir a solidariedade dos Deputados da sétima Comissão.

O líder do CNJ, queixou-se ainda da quantia de 10 milhões de kuanzas, atribuido pelo Ministério da Juventude e Desportos para a organização no ano de 2021.

Segundo Isaías Kalunga, o dinheiro proveniente do OGE, revela-se insuficiente para a cobertura dos programas para o próximo ano.

“O CNJ congrega várias organizações, partidárias e civicas. Estamos nas aldeias, comunas, municipios e provincias. Os 10 milhões que, o MINJUD nos dá, não chega para nada. O CNJ precisa de pelo menos, 411 milhões para cumprir e realizar as suas tarefas e ajudar o executivo angolano na resolução dos problemas da juventude” assinalou.

Isaías Kalunga, foi eleito Presidente do CNJ, em Assembléia geral ordinária realizada há 27 de Agosto de 2020 em substituição de Tingão Mateus, cuja liderança ficou ensombrada com casos de denuncias de, má gestão financeira, corrupção, nepotismo entre outras praticas danosas.

PUB