Presidente João Lourenço inaugura Hospital Sanatório de Luanda

Hospital sanatório transformado em complexo de doenças cardio-pulmonares e batizado com nome de Complexo Hospitalar de Doenças Cardio-Pulmonar Cardial Dom Alexandre de Nascimento, localizado no município de Kilamba Kiaxi, na província de Luanda, foi hoje inaugurado pelo Presidente da República, João Manuel Gonçalves Lourenço.

DF

Repórter Angola

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on print

As obras de reabilitação e expansão do Hospital Sanatório de Luanda estão concluídas. Esta infra-estrutura hospitalar agora denominada “Complexo Hospitalar de Doenças Cardio-Pulmonares Cardial Dom Alexandre de Nascimento”, a ser inaugurada esta terça-feira, 30 de Novembro, pelo Presidente da República, João Lourenço.

A capacidade de internamento é de 300 camas, mas o hospital pode atender muito mais pacientes, com e sem tuberculose, no serviço de ambulatório que passa a integrar um departamento de acidentes e emergências, área de fisioterapia e um centro de diagnóstico não invasivo.

O Complexo Hospitalar de Doenças Cardio-Pulmonar Cardial Dom Alexandre de Nascimento tem ainda quatro salas de operações e duas de procedimentos de broncoscopia, salas de tomografia axial computadorizada, conhecida por TAC, de ressonância magnética, rádio fluoroscopia, raio-X, um laboratório principal, e laboratórios de cateterismo e relaxamento volumétrico, salas especializada para operação cardio-pulmonar, de angiografia e de medicina nuclear.

 

Um serviço de esterilização, uma farmácia e uma Morgue fazem parte igualmente do complexo hospitalar, que neste momento tem 538 profissionais de saúde, sendo 25 médicos, 18 angolanos e sete cubanos, 215 enfermeiros e 298 funcionários de apoio.

 

Estes profissionais vão cuidar de pacientes adultos e crianças com tuberculose multirresistente, alguns dos quais seropositivos. Haverá também enfermarias para pacientes cirúrgicos infectados e não infectados, bem como camas para tratamento intensivo.

 

Para capacitar os seus quadros, o complexo hospitalar dispõe de um centro de formação equipado com salas de simulações de unidade de cuidados intensivos, de bloco operatório e de múltiplas funções, de Ressuscitação e de simulação de observação, além de uma sala de estudos de casos e um auditório para formação profissional.

 

A produção de oxigénio será feita no hospital, igualmente com serviços de refrigeração, energia alternativa, 450 vagas na área de estacionamento e um moderno e atractivo arranjo paisagístico.

 

Antes das obras de reabilitação e expansão, o Hospital Sanatório de Luanda, construído 1972, encontrava- se num estado avançado de degradação e com condições precárias de atendimento ao público.

 

Em Dezembro de 2017, o Presidente da República, João Lourenço, visitou essa unidade hospitalar, e orientou, depois do que viu, a reabilitação imediata e sua expansão, para melhor atender os pacientes.

 

O Hospital Sanatório de Luanda foi a primeira unidade sanitária visitada por João Lourenço, após a tomada de posse como Presidente da República.

 

As obras de reabilitação e expansão do Hospital Sanatório de Luanda arrancaram em Março de 2018 com a empresa Omatapalo, que emprega 1.678 trabalhadores, sendo 1.594 angolanos e 84 estrangeiros.

 

Nessa altura, os doentes internados foram acomodados em instalações provisórias, construídas para o efeito.

 

O Complexo Hospitalar de Doenças Cardio-Pulmonar Cardial Dom Alexandre de Nascimento, localizado no município de Kilamba Kiaxi, na província de Luanda, ocupa uma área construída de mais de 36 mil metros quadrados e está vocacionado para diagnóstico e tratamento de doenças respiratórias, principalmente da tuberculose.

PUB