Presidente da UNITA em Bissau no âmbito de périplo por países africanos e europeus

O presidente da UNITA, Adalberto Costa Júnior, chegou hoje a Bissau, Guiné-Bissau, no âmbito de um périplo que está a fazer por vários países africanos e europeus para procurar apoios políticos ligados ao "aprofundamento da democracia".

DR

Lusa

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on print

Adalberto Costa Júnior, chegou sexta feira 30,  em Guiné-Bissau, no âmbito de um périplo que está a fazer por vários países africanos e europeus para procurar apoios políticos ligados ao “aprofundamento da democracia”.

“Nós encontramo-nos a fazer um périplo por alguns países europeus e africanos, temos desafios bastante grandes no imediato e esta é uma visita de partilha, porque tem demonstrado amizade para com Angola, temos com a Guiné-Bissau a CPLP [Comunidade de Países de Língua Portuguesa] em comum, o continente africano, e portanto é absolutamente natural”, afirmou Adalberto Costa Júnior.

O presidente da União Nacional para a Independência Total de Angola (UNITA) falava após um encontro com o chefe de Estado guineense, Umaro Sissoco Embaló.

“Estou numa movimentação de âmbito político, à procura de apoios para Angola, apoios principalmente ligados ao aprofundamento da democracia”, disse.

“Nós temos um processo de democratização que está muito lento, e um país como Angola com todas as suas potencialidades, tem adiado um futuro risonho, e nós temos a proposta de ser a alternância que o país espera por via democrática. Não mais que esta realidade”, acrescentou.

Adalberto Costa Júnior que chegou a Bissau proveniente de Portugal revelou que vai estar na Guiné-Bissau cerca de 24 horas e que vai “cumprimentar diferentes representações partidárias” onde tem “muito amigos”.

PUB