Polícia Nacional volta a prender Jornalistas em Luanda durante Manifestação

Jornalista da Agência Reuters em Angola, Lee foi detido, agredido e apreendido seus equipamentos , durante a manifestação desta quarta-feira 11 em Luanda, nas imediações do Jumbo, quando pretendia fazer uma Reportagem.

Daniel Frederico

Repórter Angola

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on print

Luanda foi hoje palco de uma manifestação que foi reprimida com a brutalidade e violência policial, sobre pacatos cidadãos que tentaram hoje circular nas artérias da Capital angolana.

O Jornalista Correspondente da Agência Reuters, foi detido e recebido seus equipamentos de trabalho nos arredores do Jumbo em Luanda, quando pretendia fotografar a cidade capital que aguardava para uma manifestação.

Lee, conta que foi agredida pela polícia antes de o receber as máquinas de câmeras e fotografia.

” Me receberam o meu equipamento, apagaram as fotos e os vídeos e me detiveram por alguns minutos e tudo ficou com eles, e tiveram que apagar as fotos e vídeos e agora preciso apenas de equipamentos e meus documentos, porque eu estava identificado e me levaram até meus passes , eles não queriam saber se sou jornalista ou Não, em desrespeito das orientações do Presidente João Lourenço que disse recentemente de que nenhum Jornalista poderia a ser detido” denúncia a AFP.

Em Luanda, a Polícia Nacional voltou a usar gás lacrimogéneo expirado para impedir mais uma tentativa de manifestação, que pretendia ter lugat nesta quarta-feira.11.

PUB