Major Edmundo Joaquim com mais dinheiro que Lussati fogiu do País

As autoridades angolanas do (SINSE e SIC) perderam o rasto de um outro Major ligado a banda Músical da Casa de Segurança da Presidência da República referenciado como tendo em sua posse “somas de divisas” em “cash” superiores as encontradas em apartamento de Pedro Lussati.

DR

Ck

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on print

A semelhança de Pedro Lussati, o major Edmundo Joaquim Tchitangofina é também oriundo da província da Huíla. Nasceu aos 14 de Setembro de 1978.

Tchitangofina estava a ser vigiado pelos órgãos de segurança desde algum tempo. Ao contrario de Pedro Lussati, que tentou sair do país por via aérea, o major Edmundo Joaquim Tchitangofina tão logo foi alertado que o SINSE/SIC estariam a montar uma operação pela sua detenção, o mesmo evadiu-se de Luanda para Ponta Negra, Congo-Brazzaville,  por via marítima transportado num Yaté que até então estava estacionado na “Marina Baía Yacht Club”, na ilha de Luanda.

Segundo apurou o Club-K, posto em Ponta Negra, o major Tchitangofina abandonou o Yate, nesta cidade do Congo-Brazzaville, e dai pegou um avião para a cidade do Dubai, onde o mesmo investiu no ramo imobiliário, e em  outras na área do ramo da  construção. Na edição de 26 de Janeiro de 2021, o jornal “Khaleej Times – City Times” do Dubai chegou a citar o major angolano que na altura estava a celebrar negócios nos Emirates  Arabes Unidos.

PUB