Joana Lina nomeia dirigentes para cargos inexistentes na lei

A governadora Provincial de Luanda, Joana Lina Ramos Baptista Cândido, foi alertada que no passado dia 11 de Março, procedeu à nomeação de novos responsáveis distritais para cargos inexistentes no organograma do GPL.

Jonas Pensador

CK

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on print

Tratam-se dos cargos de “Administrador Distrital-Adjunto para Área Política, Social e das Comunidades” para o Golfe (Kilamba Kiaxi), Sequele (Cacuaco), e Nova Vida (Kilamba Kiaxi)”. “Os distritos não podem ter Administrador Adjunto para Sector Social, pelo a governadora exonerou uns no cumprimento da lei e nomeou outros no incumprimento da lei”, lembrou uma fonte que acompanha o tema.

 

Segundo a mesma fonte “A lei foi alterada na eliminação dos cargos de administrador distrital Adjunto para sector social pelo que pode ser consultado no novo estatuto orgânico das administrações.”

onde saiu o cargo “Área Política, Social e das Comunidades”, como faz referência o último despacho da governadora provincial de Luanda Joana Lina, tendo sido nomeados os senhores Nerica Vanessa Ferraz, João Queda Sábado e Ariclenes Matias, para o Sequele, Golfe e Nova Vida. “A governadora provincial de Luanda Joana Lina inventou um cargo para acomodar amigos?”,

PUB