General Furtado substitui Pedro Sebastião na Chefia da Casa de Segurança

O Presidente da República, João Manuel Gonçalves Lourenço, nos termos da alínea d) do artigo 119 e do número 1 do artigo 125, ambos da Constituição da República de Angola, nomeou o General Furtado.

DR

Repórter Angola

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on print

O Presidente da República, João Manuel Gonçalves Lourenço, nos termos da alínea d) do artigo 119 e do número 1 do artigo 125, ambos da Constituição da República de Angola, determina o seguinte:

É exonerado Pedro Sebastião, do cargo de Ministro de Estado e Chefe da Casa de Segurança do Presidente da República, para o qual havia sido nomeado no dia 28 de Setembro de 2017;

Também hoje, o Presidente da República exonerou as seguintes entidades, depois de ouvido o Conselho de Segurança Nacional:

-General Apolinário José Pereira, do cargo de Chefe do Serviço de Inteligência e Segurança Militar;

-General João Pereira Massano, do cargo de Director Nacional de Preservação do Legado Histórico-Militar do Ministério da Defesa Nacional e Veteranos da Pátria;

 

-Tenente-General António Mateus Júnior de Carvalho, do cargo de Secretário para os Assuntos de Defesa e Forças Armadas.

NOMEAÇÕES:

O Presidente da República, nos termos da Constituição da República de Angola, nomeou Francisco Pereira Furtado para o cargo de Ministro de Estado e Chefe da Casa de Segurança do Presidente da República.

Apoiado na lei 2/93, de 26 de Março – Lei de Defesa Nacional e das Forças Armadas Angolanas, e ouvido o Conselho de Segurança Nacional, o Presidente da República nomeou o General João Pereira Massano para o cargo de Chefe do Serviço de Inteligência e Segurança Militar.

PUB