Candidatos à presidência da UNITA apresentam-se entre 04 e 11 de novembro, Congresso agendado para Dezembro

O prazo de apresentação das candidaturas à liderança da UNITA, principal partido da oposição angolana que vai eleger um novo presidente na sequência do afastamento de Adalberto da Costa Júnior, decorre entre 04 e 11 de novembro.

DR

Reporter Angola Com Lusa

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on print

Anúnciou esta segunda-feira 01, Anastácio Sicato, porta-voz do XIII Congresso, que apresentou a calendarização dos preparativos para o conclave onde serão eleitos os novos dirigentes, depois do acórdão do Tribunal Constitucional que anulou as decisões tomadas no XIII Congresso realizado em 2019, e a direção que daí resultou.

 

O TC deu razão a um grupo de supostos militantes da UNITA que apontaram alegadas irregularidades entre as quais a dupla nacionalidade de Adalberto da Costa Júnior à data de apresentação da sua candidatura às eleições do XIII Congresso, num acórdão que o partido da oposição classificou como “meramente político”.

 

A UNITA decidiu, no entanto, acatar a decisão e decidiu que o anterior líder, Isaías Samakuva, iria presidir de novo ao partido nesta fase de transição até que seja constituída uma nova direção.

 

Anastácio Sicato disse hoje que os candidatos que concorreram ao congresso anterior podem apresentar-se novamente, não estando ainda decidido se o futuro presidente do partido vai ser, ou não, o cabeça de lista das próximas eleições gerais, previstas para 2022.

 

Escusou-se também a entrar em detalhes sobre se haverá mais candidatos a disputar a liderança com o presidente eleito, Adalberto da Costa Júnior, limitando-se a dizer que os militantes e dirigentes da UNITA têm mantido “conversas” sobre eventuais candidaturas alternativas.

 

Acrescentou também que “não há nenhum impedimento” caso Isaías Samakuva se queria recandidatar, embora o dirigente, que esteve à frente da UNITA durante 16 anos já tenha negado várias vezes essa intenção.

 

Anastácio Sicato disse ainda que vai haver campanha eleitoral: “Vamos ter um tempo para campanha eleitoral, se houver 2, 3 4 candidatos a campanha fica mais dinâmica, se só aparecer um candidato haverá campanha à mesma

 

O XIII Congresso, convocado para os dias 3,3 e 4 de dezembro, terá 1.150 delegados que serão eleitos pelos militantes de base nas conferências preparatórias.

 

Nos dias 03 e 04 de novembro vão ser reunidas as conferências comunais, no dia 08, realizam-se as conferências municipais e no dia 13 novembro as conferências provinciais que estão abertas a observadores externos a UNITA, desde que sejam credenciados para o efeito, explicou o porta-voz

 

As candidaturas à presidência serão apresentadas de 04 a 11 de novembro, sendo o apuramento feito no dia 12, dia em que será também feito o sorteio para os boletins de votos.

 

Os mandatos dos delegados terão de ser certificados um processo que decorre até ao dia 25 de novembro, seguindo-se o credenciamento entre 26 e 27 de novembro.

 

Os dias 29 e 30 de novembro estão reservados para a chegada dos delegados ao congresso.

 

No dia 01 de dezembro delegados vão poder debater com os candidatos as suas propostas, tendo o congresso início no dia seguinte.

 

Já no dia 04 de dezembro será concluído o congresso com eleição do presidente do partido e os membros da comissão política.

 

Em 05 de dezembro acontece a primeira reunião da comissão política para eleger, eleição de vice-presidente secretário-geral e secretário-geral adjunto.

PUB