Porta-voz da Casa Branca questionada se Biden vai telefonar para parabenizar João Lourenço

O Presidente Joe Biden telefonou na passada terça-feira,7, para a nova Primeira Ministra, Liz Truss para parabenizar pela sua eleição ao cargo. Entretanto, durante uma conferência de imprensa em Washington, a porta-voz da Casa Branca, Katerine Jean-Pierre, foi interpelada por um jornalista, que a questionou se o Presidente dos EUA, iria também telefonar para o Presidente eleito de Angola, e do Quênia para parabenizar da mesma forma como o fez com a chefe do governo britânico.

DR

Club k

“Já que a senhora acabou de falar sobre o presidente [Joe Biden] que telefonou para a nova primeira-ministra do Reino Unido, ele planeia ligar para o presidente eleito do Quênia depois de o tribunal confirmar a vitória ? E ele também planeia telefonar para o novo Presidente de Angola”, questionou o jornalista.

Em resposta, a porta-voz diz não ter certeza mas garantiu que ela própria tem se inteirado diretamente sobre a situação em Angola. “Eu falei com Angola algumas vezes a semana passada. E o presidente [Biden] realmente fez me uma pergunta, tenho me inteirado sobre Angola, fi-lo especificamente, a cerca de 10 dias ou mais”, respondeu Katerine Jean-Pierre, sem ter especificado se Biden fará a mesma coisa.

Relativamente ao Quênia, a porta voz da Casa Branca declarou que “eu direi o seguinte: parabenizamos William Ruto pela sua eleição como presidente do Quênia. Parabenizamos também o povo do Quênia pela conclusão de um processo eleitoral pacífico. Elogiamos Raila Odinga e outros candidatos por cumprirem o arquivamento da Suprema Corte. Entendemos que processos eleitorais transparentes e resolução pacífica de disputas são testemunhas da força das instituições democráticas”.

“Os Estados Unidos e o Quênia compartilham uma parceria forte e duradoura baseada em um compromisso com a democracia, a segurança e a prosperidade econômica. Esperamos fortalecer esta parceria com o Presidente Ruto e seu novo governo”, rematou Katerine Jean-Pierre.

Entretanto, nesta sexta-feira, o secretário de Estado americano Antony Blinken emitiu uma declaração afirmando que os Estados Unidos “felicitam o presidente eleito João Lourenço pela sua eleição como o próximo Presidente de Angola”.

“Esperamos trabalhar com ele para fortalecer as relações vitais entre Angola e os Estados Unidos”, disse Blinken acrescentando que os “Estados Unidos continuarão a colaborar estreitamente com o governo angolano e o povo angolano para promover os nossos objectivos comuns enquanto trabalhamos para fazer avançar um futuro mais sustentável, seguro, inclusivo e próspero”.

PUB