Dívida pública da zona euro acima dos 100% do PIB no primeiro trimestre

Os rácios mais elevados da dívida pública em relação ao PIB no primeiro trimestre de 2021 foram registados na Grécia (209,3%), Itália (160,0%) e Portugal (137,2%).

DR

Mercado

Mercado

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on print

A dívida pública da zona euro acelerou para os 100,5% no primeiro trimestre doeste ano, excedendo pela primeira vez os 100% do PIB, e a da União Europeia (UE) subiu para os 92,9%, segundo o Eurostat.

 

De acordo com dados do gabinete estatístico europeu, nos primeiros três meses do ano, o peso da dívida pública da zona euro ultrapassou pela primeira vez os 100% do Produto Interno Bruto (PIB) e acelerou para os 100,5%, face aos 97,8% homólogos e aos 86,1% do trimestre anterior.

 

Na UE, a dívida agravou-se para os 92,9% do PIB, quer na comparação com os 79,2% do trimestre homólogo, quer face aos 86,1% dos últimos três meses de 2020.

 

Em ambas as zonas, a dívida está sob o forte impacto das medidas políticas tomadas para mitigar o impacto económico e social da pandemia da COVID-19 e do pacote de estímulos, que continuou a resultar em necessidades de financiamento acrescidas.

 

Os rácios mais elevados da dívida pública em relação ao PIB no primeiro trimestre de 2021 foram registados na Grécia (209,3%), Itália (160,0%), Portugal (137,2%), Chipre (125,7%), Espanha (125,2%), Bélgica (118,6%) e França (118,0%) e os mais baixos na Estónia (18,5%), Bulgária (25,1%) e Luxemburgo (28,1%).

 

Além de se manter como o Estado-membro com a terceira maior dívida pública, Portugal teve a quinta maior subida do peso da dívida (18 pontos percentuais) face ao primeiro trimestre de 2020 (119,2% do PIB).

PUB