Sonangol recupera fundos da China: Catamarãs, iates e lanchas rápidas recuperados

A Sonangol decidiu, assim, transferir para a esfera do Estado os meios recuperados da China Sonangol, para que este os utilize de acordo com as suas necessidades. De referir que entre os meios recuperados pelo mecanismo de compensação de créditos estão seis (6) catamarãs, trinta e três (33) lanchas rápidas e um (1) iate.

DR

Repórter Angola

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on print

Numa nota de imprensa datada de 30 de Outubro, e agora consultada pelo Repórter Angola,  a petrolífera estatal  Sonangol diz ter  iniciado, em ” alinhamento a estratégia do executivo”, um processo de recuperação de créditos que detém sobre o Grupo China Sonangol (CS), relativos a fundos mutuados historicamente pela Sonangol”.

Embora tenha um vasto património no exterior do país, “a China Sonangol não tem sido capaz de liquidar a dívida para com a Sonangol. Por esta razão, e tendo identificado um conjunto de embarcações já construídas pela China Sonangol em Vigo, no Reino de Espanha, a Sonangol procedeu à sua recuperação mediante compensação parcial com os juros da dívida”, explica o documento.

Para tal, reforça a nota que ” a Sonangol decidiu, assim, transferir para a esfera do Estado os meios recuperados, para que este os utilize de acordo com as suas necessidades. De referir que entre os meios recuperados pelo mecanismo de compensação de créditos estão seis (6) catamarãs, trinta e três (33) lanchas rápidas e um (1) iate”.

PUB