Endiama garante 700 empregos em projecto diamantífero

O presidente do Conselho de Administração da Endiama garantiu, ontem, em Saurimo, que o projecto diamantífero do Luaxi, a mais de 25 quilómetros da capital da província, arranca em 2021, devendo garantir, numa primeira fase, 700 empregos a jovens locais.

Jonas

Repórter Angola com JA

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on print

Ganga Júnior, que falava durante a apresentação de um memorando de intenções, para as empresas mineiras da região contribuírem no desenvolvimento da Lunda-Sul, no quadro da responsabilidade social, realçou que decorrem negociações com o banco Sol para os jovens terem acesso ao micro-crédito, visando incentivar o empreendedorismo.
A necessidade de  investimentos por parte das subsidiárias da Endiama, para multiplicar as acções nos sectores de Agricultura, Educação, Energia, Saúde, entre outros, dominaram o  encontro, que contou com a presença do governador da província,  Daniel Neto.

Segundo o PCA da Endiama, das acções previstas  para a redução  do desemprego  constam projectos de prospecção de diamantes nas localidades de Chiri, Tchitengo Txiiuso e Mualengue, todos situados em Saurimo.
Ganga Júnior avançou que o centro de formação profissional, em construção na fábrica de lapidação de diamantes, vai formar,  inicialmente,  cerca de 300 jovens nas especialidades de Geociências, Mecânica, Indústria e Electricidade.

PUB