Kabuscorp do Palanca deve mais de 30 milhões ao Técnico Paulo Torres , FAF avisa ameaça suspensão

Kabuscorp de Bento Dos Santos Kangamba volta a ser manchete em caso de dividas , desta vez é com o seu antigo treinador Paulo Torres. Em causa está as dívidas de 29.300.000,00 (vinte e nove milhões e trezentos mil kwanzas) e mais de dois mil euros, contraídas em 2019 com Paulo Torres. De dívidas não é tudo, sendo que por via do mesmo comunicado a FAF adianta que o Kabuscorp do Palanca, também, deverá pagar seis milhões de kwanzas, ao preparador físico Rui Pires de Oliveira, um dos adjuntos sob o comando técnico de Paulo Torres.

DR

Repórter Angola

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on print

O Conselho de Disciplina da Federação Angolana de Futebol – FAF, deliberou por via do comunicado oficial emitido na última quinta-feira (08/07/2021) sancionar o Clube Kabuscorp do Palanca, por força do artigo 1° do Regulamento de disciplina, por aplicação subsidiária do artigo 484 n° 1 do código do processo civil, conjugado com o artigo 801° do código civil.

 

Em causa está as dívidas de 29.300.000,00 (vinte e nove milhões e trezentos mil kwanzas) e mais de dois mil euros, contraídas em 2019 com o seu antigo treinador, Paulo Torres.

 

De dívidas não é tudo, sendo que por via do mesmo comunicado a FAF adianta que o Kabuscorp do Palanca, também, deverá pagar seis milhões de kwanzas, ao preparador físico Rui Pires de Oliveira, um dos adjuntos sob o comando técnico de Paulo Torres.

 

A direcção do Kabuscorp do Palanca, foi formalmente notificada , para no prazo de 8 dias , exercer o seu direito de contraditório, facto que não se efectivou , razão pela qual os factos alegados foram considerados confessos e verdadeiros.

 

Assim sendo, o clube liderado por Bento Kangamba, deverá liquidar as dívidas no prazo de 30 dias.

 

No entanto, o clube já terá se pronunciado sobre o caso, segundo avançou uma fonte do Jornal dos desportos ligado a direcção do clube palanquino, onde garantiu haver preocupação por parte da direcção em resolver o referido impasse, e que o assunto está sendo tratado pelo advogado.

 

”Este é um assunto que está a ser tratado pelo nosso advogado e só ele pode falar. Nós enquanto a direcção, estamos cientes das nossas responsabilidades e não fugimos delas . A situação está a ser tratada e vai ,com certeza ,ser resolvida dentro dos prazos.” – revelou o dirigente.

 

A equipa do Kabuscorp do Palanca, lidera actualmente a Série-A1 do Zonal de apuramento ao Girabola 2021/2022, e está muito perto de garantir a qualificação ao play-offs de apuramento.

PUB