Opositor ugandês Bobi Wine denuncia invasão dos militares na sua casa

O candidato presidencial Bobi Wine denunciou, através da rede social Twitter, que os militares "assumiram o controlo" da sua casa. O opositor disse que está "em sérios apuros".

DR

Lusa

Lusa

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on print

A mensagem de Bobi Wine, que se designa de “Presidente-eleito”, surgiu horas após ter alegado que a eleição de quinta-feira (14.01) foi manipulada e que “todas as opções legais estão sobre a mesa” para contestar os resultados oficiais, incluindo protestos pacíficos.

A comissão eleitoral do Uganda indicou que o Presidente Yoweri Museveni está à frente de Bobi Wine e dos outros candidatos nos resultados provisórios e que cabe a Wine provar qualquer manipulação. Os resultados definitivos serão publicados na tarde de sábado.

O Governo cortou o acesso à Internet na véspera da votação, o que se mantém neste país da África oriental.

A comissão eleitoral do Uganda afirma que o Presidente Yoweri Museveni liderou as eleições de quinta-feira, com base nos resultados de cerca de um terço das mesas de voto, reunindo 65% dos votos, enquanto Bobi Wine obteve 27%.

PUB